Para meus pais, que pensam que as crianças não podem ter depressão

Ei mãe, papai.

Vocês são incríveis, sempre.

Mas sinto muito, por causa da minha depressão. Eu sei que vocês acham que as crianças não podem ter depressão. Me desculpe, eu tenho que provar que você está errada, porque estou deprimida.

Eu nunca quis ter. Eu sei que vocês sempre me viram muito feliz e é o que todo mundo pensa que eu sou, mas com toda honestidade, eu quero que vocês saibam que eu não estou completamente bem. Às vezes eu estou, mas não vou ficar bem o dia todo ou todos os dias. Eu sei que vocês sempre querem ser solidários, não importa o quão chocado vocês estejam.

Estou super feliz por vocês terem em amor incondicional que provavelmente foi o que me manteve de pé às vezes. Mas há outros momentos em que talvez vocês possam dizer algo que dói, e é só porque vocês não sabem como me sinto às vezes.

Minha depressão é como um nevoeiro no meu cérebro, e meu cérebro tem dias claros e ensolarados ou dias que estão encobertos, e alguns são trovoadas. Aqueles dias escuros e chuvosos são quando o nevoeiro é o mais presente na minha cabeça, e eu gostaria de poder esconder aquele nevoeiro profundo. Mas eu não posso.

Então eu só quero que vocês saibam essas coisas sobre esse nevoeiro.

Minha depressão me deixa cansada. Isso me exaure. Eu odeio tanto, mas não posso evitar. Quando eu sou lenta, ou não respondendo às suas perguntas, não é porque sou preguiçosa. Eu nunca, jamais, quero desapontá-los, e quando estou assim, não é porque eu não quero fazer algo – é porque não posso. Mesmo quando vocês gritam, às vezes suas vozes entram em um ouvido e saem do outro. Eu não entendo o que vocês estão dizendo. Eu sinto muito se vocês odeiam repetir as coisas, e eu nunca quis que vocês tivessem que fazer isso. É difícil, alguns dias, focar e compreender qualquer coisa.

Quando pareço frustrada, não é porque estou com raiva de vocês. Eu nunca estou verdadeiramente brava com vocês, assim como vocês dizem que nunca estão com raiva de mim também. É só porque eu tenho algumas coisas correndo pelo meu cérebro e através de todo o nevoeiro. Às vezes, levanto a voz e sinto muito. Eu sei o que é sentir-se emocionalmente ferido e eu não quero nunca ser a causa disso para vocês. Então, eu não estou realmente brava; é só que eu preciso de um pouco de espaço.

Se estou fazendo algo relaxante, como deitar na cama sem motivo (geralmente meditando) , ou tocando música, é o meu processo de relaxamento. É o jeito que eu me mantenho saudável e é uma maneira de manter o controle das minhas emoções. Não quero parecer que não estou trabalhando, mas estou fazendo bastante. Na verdade, eu sou uma ótima estudante, que está fazendo um monte de atividades extracurriculares, mas estar tão ocupada às vezes me incomoda. Eu sei que vocês querem que eu seja bem sucedida e concordo com vocês. Mas ainda estou deprimida e preciso desse tempo de relaxamento para poder ter sucesso e ser feliz.

Há mais algumas coisas que tenho na minha lista, como deixar-me gerenciar as coisas sozinha antes de vocês intervirem, porque eu preciso de uma maneira de me sentir bem comigo mesmo, e não de comparar a maneira como vocês cresceram até a maneira como estou sendo criada. Eu não escolhi essa geração para nascer, nem escolhi em qual família nascer, ou que gênero eu sou ou qualquer outra coisa.

Eu só quero ter certeza de que todos nós podemos saber o que está acontecendo, e eu quero mantê-los felizes porque vocês realmente são pessoas incríveis. Não consigo imaginar nascer com pais diferentes. Eu amo vocês. Espero que vocês sempre saibam disso.

Com amor, 
sua filha.

Agende sua sessão de Terapia Online

A Mente Amiga oferece psicólogas incríveis para que você possa fazer terapia de qualquer lugar no mundo! Para encontrá-los,  basta clicar no botão ao lado e realizar o seu cadastro! 

Rolar para cima