Pessoas que são suicidas não querem morrer, só querem que a dor pare

Este texto foi escrito por  Bria Barrows , contribuinte do Thought Catalog.

Eu sei que este é um tópico extremamente sensível, mas é um assunto que precisa ser discutido.

Porque sei de fato que, em algum momento de nossas vidas, fomos suicidas ou conhecemos alguém lutando com esses pensamentos. Uma em cada cinco pessoas têm problemas de saúde mental. Isso significa que para cada sala que você entra com hesitação e sua cabeça virada para baixo, acreditando que você é o único com problemas, uma em cada cinco dessas pessoas estão passando exatamente pela mesma coisa.

Para alguém que nunca experimentou pensamentos suicidas, o pensamento de querer morrer em si pode parecer ridículo. O sol está brilhando, há uma chance para outro dia, você está apaixonado, o café da manhã que você tinha naquela manhã estava delicioso. O pensamento de morrer parece muito exagero. O que mais você poderia pedir?

Mas para aqueles que lutam contra doenças mentais debilitantes, como a depressão, o demônio de todos eles, a tendência suicida é um forte risco. Deixe-me esclarecer isso. Depressão pode matar você. Você precisa do seu cérebro para comer uma refeição que atormenta o seu paladar. Você precisa do seu cérebro para ter a coragem de socializar com as pessoas na escola ou no trabalho. Você precisa do seu cérebro para sentir o ar quente em um dia ensolarado e sentir alívio. Você precisa do seu cérebro para beijar e sentir o calor do beijo por todo o corpo.

Mas uma mente deprimida muitas vezes não sente nada disso. Você está constantemente em estado de isolamento em sua mente. Prazer não é mais algo que você deseja. Tarefas simples parecem ser uma tarefa árdua e sua cama é seu porto seguro. O sono te chama constantemente, só para você ter uma pequena escapada.

Quando pensamos em alguém que é suicida, ou apenas o termo em si, nos esquivamos de falar sobre isso. Isso nos assusta. O realismo parece muito para engolir e nós apenas o varremos para debaixo do tapete. Fazemos isso porque o suicídio é visto como o fim de tudo isso. Acontece e ficamos nos perguntando …

“Ela era linda.” “Ele era inteligente.” “Ela era talentosa.” “Ele se destacou nos esportes.”

Mas nada disso pode impedir a mente de se sentir mal.

Não importa o que parecemos no exterior. O cérebro é uma bênção, mas também pode ser uma coisa má quando se trata de saúde mental. Eu lido com depressão no dia-a-dia, passei por uma recaída dramática, e posso dizer-lhe pela minha experiência, pessoas suicidas não querem verdadeiramente morrer, mas veem isso como a única opção para acabar com a dor que elas sofrem.

Para a mente suicida, você se sente preso. Você se sente sufocado pelo estado de sua psique e parece que não há saída. Dia após dia, você lida com a agonia mental e a angústia que tanto o assustam quanto o empurram ao mesmo tempo. Você sente que a morte é a única saída, mas ao mesmo tempo, o humano em você quer desesperadamente lutar para se agarrar à esperança. Para se agarrar à vida.

É da natureza humana querer sobreviver, viver, prosperar. Mas a doença mental pode chegar a um ponto em que você parece sem saída.

A doença mental pode ser uma batalha. Uma batalha da mente, uma batalha que muitos são infelizes de experimentar. Mas posso dizer-lhe que a morte é o  último recurso  para alguém que se sente suicida. Eles podem se sentir como se tivessem esgotado todos os esforços e tudo o que eles tentam não forneceu alívio. Eles sentem que há paredes em sua mente que os trancaram bem atrás e não há saída.

Mais importante, no entanto, é que os suicidas não querem morrer. Eles querem viver tão desesperadamente, mas não conseguem encontrar um jeito de fazer isso. Eles se sentem como se tivessem esgotado todas as suas opções e a dor que eles estão experimentando está bem além deles.

Muitos dirão que as pessoas que são suicidas estão à procura de atenção, ou são covardes por sentirem o mesmo que elas. Mas a depressão é real e você não deve ser julgado por passar por algo que é incrivelmente assustador e solitário. As pessoas que experimentam pensamentos suicidas não precisam de ninguém que as critique ou que as menosprezem por terem os pensamentos que tem.

Se você esteve lá ou está lá agora mesmo, dê crédito a si mesmo pela tremenda força que tem como ser humano por ter vivido isso até agora. Elogie-se por sobreviver, mesmo que por dentro você queira desmoronar. Parabenize-se por passar por essa hora sem agir de acordo com seus pensamentos.

Eu sei que você quer viver. Eu quero que você viva também para poder inspirar os outros com sua história. Eu quero que você seja capaz de ser uma voz para todos que experimentaram esses pensamentos e ainda estão vivos para contar a história. Eu quero que você cresça através de tudo isso e saiba que mesmo que você esteja sofrendo e em um lugar que pareça absolutamente além de você, você pode passar por isso. Você está aqui por uma razão e você é mais forte por tudo que passou.

Você é um sobrevivente.

Use sua história para se impulsionar ainda mais como indivíduo. Use sua história para se lembrar de sua força e tudo o que você tem sobrevivido até agora. Você deve ser elogiado por ter chegado tão longe, até este exato momento, e por todo o progresso que você fez.

Eu quero que você saiba que seu coração pulsante é a esperança que você tem procurado, e a morte não é a única opção. Olhe para onde você está agora, olhe para todas as pessoas que lhe deram esperança até agora. Eu sei, não é fácil acreditar que a morte não é a única opção. Confie em mim, eu estou onde você esteve ou está. Mas a sua vida vale a pena ser vivida porque você ainda está aqui tentando sobreviver, você ainda está aqui ficando mais forte a cada dia, melhorando a cada dia, mesmo que você não perceba isso.

Eu ainda estou aqui com você, então não desista .

Ass.

Bria Barrows

Agende sua sessão de Terapia Online

A Mente Amiga oferece psicólogas incríveis para que você possa fazer terapia de qualquer lugar no mundo! Para encontrá-los,  basta clicar no botão ao lado e realizar o seu cadastro! 

Rolar para cima